E.E.: Princípio e Fundamento V

1

/…/ Pelo que é necessário tornarmo-nos indiferentes a respeito de todas as coisas criadas em tudo aquilo que depende da escolha do nosso livre-arbítrio, e não lhe é proibido. /…/”

Tema: “Apego”

Mais uma vez coisas neste caso não significam apenas objetos mas realidades, pessoas, ideais, etc.

O espírito desta passagem do texto do Princípio e Fundamento não nos indica uma atitude de “não quero saber”, em que devemos voltar costas, desresponsabilizarmo-nos, mas sim de “liberdade” em relação às coisas que nos rodeiam, de modo a que consigamos ganhar distância e percebermos qual a vontade do Pai para nós em cada momento e situação da nossa vida.

Leitura proposta: Ageu 1:9 (Chamada para construir o Templo)

«Vocês esperavam muito, mas, eis que veio pouco. E o que vocês trouxeram para casa eu dissipei com um sopro. E por que o fiz?”, pergunta o Senhor dos Exércitos. “Por causa do meu templo, que ainda está destruído enquanto cada um de vocês se ocupa com a sua própria casa.»

Pistas:

  • A expectativa (espera de algo ou de alguma atitude) conduz-nos rapidamente ao apego. A repulsa ou fundamentalismo face a algo também.

    1. Procurar identificar as coisas às quais me sinto apegado, pela positiva, que quando não respondem às minhas expectativas ou me são retiradas me fazem sofrer, ou pela negativa, que me fazem assumir posições ou criar padrões de comportamento na vida que me toldam o discernimento ou não me deixam avançar no caminho do bem.

    2. Em que medida estes apegos condicionam o meu crescimento e papel ativo na construção do Reino de Deus já aqui na Terra?

    3. Que estratégias possíveis encontro para

Speak Your Mind

*

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.